Desafio

Teixeirinha

exibições 21.846

[Teixeirinha]
Meus amigo estou chegando
Venho de cima da serra
Procurando um trovador
Aqui na face da Terra
No meu rodeio de trova
Torito baixo não berra

[Mary Terezinha]
Eu também estou chegando
Nesta hora encantadora
Venho vindo da fronteira
Na trova sou professora
Aceito o teu desafio
E vou te surrar de vassoura

[Teixeirinha]
Pra me surrar de vassoura
Se eu perder quero uma vaia
Eu procuro um cantador
Que dê três quadra na raia
Por castigo me aparece
Pra trovar um rabo de saia

[Mary Terezinha]
Pra trovar um rabo de saia
Sai daqui petiço manco
Puxa a violinha e vem
Que tu vai no primeiro arranco
Trovador da tua marca
Costumo a dar de tamanco

[Teixeirinha]
Costuma a dar de tamanco
Sai daqui Chica Pelanca
Te mando um mango nas perna
Tu sai que nem mula manca
Ô chinoquinha atrevida
Te quebro as costa com a tranca

[Mary Terezinha]
Me quebra as costa com a tranca
Sai daqui olho de boi
Não é que eu faça fogo
Credo em cruz, Deus me perdoe
Cantor de pouca tarimba
Dou um grito e já se foi

[Teixeirinha]
Dá um grito e já se foi
Não roubo nada do mundo
Sou lá do Planalto Médio
Gaúcho de Passo Fundo
Se eu perder pra esta porqueira
Até quero ficar corcundo

[Mary Terezinha]
Até quer ficar corcundo
Te viro num Lúcifé
Eu venho lá da fronteira
Sou gaúcha de Bagé
Esbarro na tua mesa
E derramo o teu café

[Teixeirinha]
E derrama o meu café
Eu já faço um tempo feio
Pois eu vou lá em Bagé
Comer sal no teu rodeio
Te dar um toso no cabelo
E te cortar a gaita no meio

[Mary Terezinha]
Me cortar a gaita no meio
Dum rato eu faço um morcego
E quebro o teu violão
Acabo com teu achego
Vou lá no teu Passo Fundo
Pra te surrar de pelego

[Teixeirinha]
Vai me surrar de pelego
Duvido e faço chacota
Boto fogo no pelego
Pois eu não sou idiota
Te agarro pelo pescoço
E ponho no cano da bota

[Mary Terezinha]
Me põe no cano da bota
Não vou tu não lava os pé
Te atiro a gaita por cima
E tu cai do teu pangaré
E depois fizemo as paze
Passo Fundo com Bagé

[Teixeirinha]
Passo Fundo com Bagé
Mais progresso e aliança
Mas tu chinoca atrevida
Não me sai mais da lembrança
De te pegar outro dia
Ainda me resta esperança

[Mary Terezinha]
Sou fronteirista de raça

[Teixeirinha]
Sou serrano de retovo

[Teixeirinha e Mary Terezinha]
Fizemo as paz vamo embora
Desculpe, querido povo
Qualquer dia nós voltamos
Aqui, pra brigar de novo

Terra Música feedback