Letras de músicas - Letras.mus.br

Tipo Assim Paquistão II

Thiagão e Os Kamikazes do Gueto

Tic-Tac o tempo não para e depois do click é o cléck
Na sequencia o disparo das armas das mãos dos moleques
O sistema criou gladiador sanguinário
Inspirado em 2010 enquadra ônibus no asfalto
Só terrorista os primo é contrabandista, notebook e celular de Foz de Iguaçu pra Bahia
(e assim o crime vai e assim o crime vem e assim)
E o crime vem trazendo só as verdinha de cem
E vai pondo a comida na mesa de vários
Fica a pampa de trampa e ganha uma merda e vive igual escravo
Quer elas pra que?
Quer montar nas Dakota
Que arrisca do Mato Grosso pra Londrina lotado de droga
Porque cansou de migalha e salário mínimo
(Compra um Nike, paga em 10 vezes, ae é tira os menino)
Que tem sangue no olho e disposição
De Umuarama os catador de malote pesadão
Na região de Maringá os armamentos pesados
Pra invadir as fazendas e cata as carretas de gado
Doidão o crime é loucão, aplicador é mato
Boyzão estudado caindo em estelionato
Ajudando a prevalecer aquele ditado
(que o bolso do trouxa fica de cabeça pra baixo)
Nem Ópera de Arame e nem Jardim Botânico
Em Curitiba capital é sangue jorrando é pânico
Fantástico!
Os mano apavora a elite
157 graduado em Cascavel city
O bangue é loucão em Campo Mourão
Finado desacreditou do menor de Oitão
Ai foi descobrir que as Nove canta em Sarandi
Os moleque é tenebroso lá em Paranavaí
Se acionar no radinho droga e arma tem aqui
O que se que tem pra compra
Só chega com o faz me rir
Dinheiro é pra gastar e voltar troco em Rolândia
Os irmão chegando lindo de Apucarana, Arapongas
Vários contatos que lá em Prado e no crime aumenta
Quem roubava com três dois, hoje mata com as Ponto Quarenta
E onde passa deixa rastro de sangue e de medo
Quantos ladrão que não passou dos 20 em Toledo
(Clá clá)
O tiro de Nove o carrinho para
Ladrão desce da moto e com o Oitão confere na cara
Guarapuava, Ponta Grossa um axé
E só rajada, cochilou, deu mancada morre em Cambe
Tamo juntão Paysandu interior nós que tá
Bem pesadão TIPO ASSIM PAQUISTÃO PARANÁ!

E aqui é pânico
Eco de tiro e bala rolando
É madrugada, é só sofrimento pras mãe dos mano
Irmã chorando, em meio a essa guerra vão se matando
Cotidiano, é sangue jorrando e caixão fechando
E os moleque de Oitão de Quadrada é Jás
Se tentar reagir vai morar com o Satanás
Se que a Paz, cadê?
Me diz onde é que ta
Sinfonia da quebrada é choro e ratatá
É guerra, é pânico
E os Bin Laden na missão
Saddam Hussem de menor vai na busca do cifrão
Descendentes Talibã, Al Qaeda e Hezbollah
O Sangue brasileiro e apetite pra mata
E vai, vai te mais um corpo caído ao chão
Realidade da quebrada é tipo assim Paquistão
Interior do Paraná, Paysandu com precisão
É sofrimento, angústia, só dor e lamentação...

(4Vezes)
No bang monstro
Os Kamikazes do Gueto no ar
Bem pesadão tipo assim Paquistão Paraná!

Composição: Thiagão e Os Kamikazes do Gueto · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Guilherme
14.215 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais