exibições 2.334

Ajudai meu companheiro ai, ai,
Que o meu peito não arcança
E duma paxão que eu tive ai, ai,
A minha vóis logo cansa.

Moça delicada é a flor da bonança
Mora notro Estado de minha distança
Que linda goiana fico na lembrança
Suspiro saudade o coração balança.

Ela é fazendera de muitas finança
Seu jeito morena é de cunfiança
Tenho seu retrato guardei por lembrança
Zóio verde claro, é a cor da esperança.


Corpinho elegante cabelo de trança
Parece uma praia que fais onda mansa
É que nem a rosa que o vento balança
Num gaio tão arto que ninguém arcança.

Teu sorriso fere pior que uma lança
Num peito judiado que já nem descansa
Quem ama de longe não mede a distança
O destino encurta, i a saudade avança.

Se eu for desprezado não juro vingança
Pro eu sê violero e por gosta de dança
Eu tenho um ditado sempre na lembrança
Quem despreza compra , e quem espera arcança.

Terra Música feedback