Barco de Papel

Trio Parada Dura

exibições 478.732

Meu grande amor, somos dois barcos tristes
Que navegamos sempre em ondas fortes
Porque seguimos rumos diferentes
Um vai pro sul e o outro vai pro norte

Pra onde vamos não existe porto
Pro mar da vida somos clandestinos
Dois condenados a morrer de amor
Na tempestade do fatal destino

Estou perdido e você também
Estamos os dois a chorar de saudade
Não adianta navegar pra longe
Se está tão perto a felicidade

Estamos presos pelo compromisso
Que a própria honra obriga a cumprir
Mas que os nossos corações desejam
Os nossos lábios não podem pedir

Nas minhas noites de cruel revolta
Sinto por dentro um coração que chora
Mas, o relógio do tempo marcou
O nosso encontro tão fora de hora

Me vi perdido pelo mar da vida
e enfrentando a onda cruel
Jamais iremos alcançar o porto
Porque o nosso barco é de papel

Jamais iremos alcançar o porto
Porque o nosso barco é de papel

Composição: Marlipe / Reinaldo Queiroz / Pandia · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por caavieira, Legendado por Charlles
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.
Terra Música feedback