Pensar ser forte foi o erro meu
Apoiar-me em minhas próprias forças
Desejei eu
Embasado em elogios, aplausos, qualidades
Ilusão de quem é adulto
Mas ainda não cresceu

Se eu me visse como o pó que sou fácil seria:
O Mestre juntaria Sua saliva
E, o milagre então
De milhares que o veria
Através de mim, se realizaria
Mas penso ser rocha e, ao fim, sou tropeço

Pedro também pensava assim
Pedro, Petros, Pedra
Puro engano...
Pedro apenas pó

Mas, Deus que é tudo, maior que todos
Que no deserto a rocha firme fez fender
Assim fará com essa falsa rocha
Vida minha
Pra que rios de água viva
Dela possam correr

E a voz do Mestre quebra o som das ondas:
- Pedro, tu me amas?
- Sim, te amo. Tu sabes muito bem...

A voz do Mestre quebra o som das ondas:
- Pedro, tu me amas?
- Sim, te amo. Tu sabes muito bem
- Apascenta povo meu,
Apascenta povo meu,
Povo meu...

Composição: Valter Junior · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Eduardo
2.090 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais