Nas Horas Boas do Mate

Chiquito e Bordoneio

exibições 5.615

Como é bom matear saudade,
Quando só traz alegria,
A saudade de um amigo se renova a cada dia
Como é bom lembrar de alguém que está para chegar
Vou cevar um mate novo e com ele vou matear.

Fiz um rancho sem tramela
Pro amigo que vem na estrada
O mundo é a melhor escola pra mim não falta nada
Hoje a paz mora comigo foi embora a solidão
Nas horas boas do mate, brotam versos e canções.

É nestas horas que a paz ronda meu rancho
E uma lágrima de alegria vai surgir
Sigo matando a saudade da distância
No meu peito só lembranças de quem teve que partir...

Como é lindo o amanhecer,
Ouvindo o canto da natureza
Dou um bom dia pra esta beleza
E a Deus somente agradeço
Na vida tudo tem preço
Cada um colhe o que planta
Deus sempre mateia comigo
Deus abençoa quem canta.

Mais um dia vem nascendo
E a lida me espera
Os campos se vestem de flores
É chegada a primavera
Como é bom matar saudade
Quando a paz serve de abrigo
Quem escolhe Deus pra parceiro
Sempre mateia com um amigo.

Se o ser humano soubesse o valor de uma amizade
Não existiria maldade, e o mundo não era assim,
Mas quem tem nos olhos todo o brilho da pureza,
Não faltará pão na mesa
E o sucesso, só Deus que determina o fim.

Composição: Márcio Fava/Valdemir Silva "Pequeno"/Chiquito · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Lessan
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.
Terra Música
feedback