Letras de músicas - Letras.mus.br

Freestyle Em Porto Alegre

ConeCrewDiretoria

(Cert)

Os meus amigos sempre tão de pé,
com minha fé,
cumpade é claro na ralé só de rolé
Minha mulher ligando,
O Cert, ta ficando perturbado
no fato
Alucinado, queimando mais de um kilo de baseado
Conversa no lago é claro neguin que alago não fico
É rap alternativo, com os amigo
De bandido pra bandido, possuído

(Maomé)

Ohh de bandido pra bandido
Agora eu entro cumpade na rima
Maluco insano neguin não complico
Logo eu replico quando me complico
Chegando final de qualquer to ativa
Tu sabe que eu faço desse jeito
É ConeCrew que é minha vida
E vou levando
No som dessa viola
Quem rola enrola na hora
Que fica de maresia marola
Quando eu chapo o coco
Vo de novo e fumo o boldo aqui no aeroporto
Atrás do Porto, eu to envolto
É só de sangue bom na conexão
Vou no improviso no pulso é na batida do coração
Eu rimo muito insano, sem precisar de mic
Igual o batoré traficante de Counter Strike
Tu não entende como é estilo assaltante
Recreio dos traficante louco elegante
Eu sou maluco mas eu não sou ignorante
As margens da sociedade aqui no alto-falante

(Batoré)

Aah falaram pra mim arrumar um emprego
Que eu já era um garoto no aeroporto
Eu to frio me encolhendo e todo torto
Eu to pouco me fudendo sei que quero passar um fax
Viatura da polícia ta parecendo um taxi
Passa batido negro acha que é sacanagem
Não vão me leva preso vão leva só minhas bagagem
Tão mete o pé daqui que aqui só tem MC
Aqui tem as gostosa, no Rio, os travesti
Fui Ronaldo dando rolé
Sou Batora é chave né
Com os amigo de fé
E nos amigo de rolé
A câmbio na fita aqui é daora porque aquilo é HDV
Mas cuidado com as maluco que tem HIV
Eu prefiro é que corre
Porque eu gosto é de fude
Assisti TV THC
Vo levar la pro apê
O que eu faço é todo dia
ConeCrewDiretoria Rataria convardia, não
Não rola não
No som do violão
Rany Money os Cabelão
Parecendo o Jack Sparrow naquele filme de ação
AAAAH

(Rany Maney)

Mais freestyle
Ta ligado Maomé
Daqui a pouco gastando com um tênis da Nike
O bagulho é esse meu irmão
To no ataque
Rany Money o estilo é esse
"rastafari"
Não to em São Paulo
Pra dar um rolé no Hopi Hari
Aqui não tem só um safari
E eu to tranquilo
Com os meu amigos
Imagina se na mochila tivesse um kg ?
Ah ia ta fudido
Meu irmão ta ligado
Eu ia ta perdido
Os cana já iam saber
Que ali só mais um bandido
Mas não quero ser banido
Só vim pra fazer um show
Neguinho é isso mesmo
Esculachando nesse flow
Queimando home grow
Não é rock'n roll
"é rap"
Eu e Mc Cert
Também tem o Ari, tem o Maomé, Papatinho e Batora
O bagulho é esse mesmo
Neguinho aperta a tora
A gente explora
Todos cantos
A gente explora as cidades
Rany Money ta ligado
Sem sacanagem...

(Cert)

Sem sacanagem, falsidade, nem trairage
Imposta por esta merda
De sociedade
Que me aponta todo dia
Me julga, na esquina
E claro meu cumpadi
Só porque eu to com a sativa.
Mas eu vejo
Os problemas é claro de fato largado na pista eu tô
Com os amigos verdade cumpadi se não flow se largo, eu vou
Não paro
Disparo
A cada rap improvisado
Largado com os meus braços
Neguinho eu não fico calado.
Microfone CONE represento o nome sou sujeito homem
Os home me procuram só porque eu tenho um flagrante
Neguinho Mc Cert
É rap que te diverte
Imagina só se chegasse de mochilada
Em "Porto Alegre"...

(Maomé)

É pra todos aqueles que não fecham de mancada
Pra todos os pé de cana que xaropa suco de cevada
Pra todos os fumador
Baganeiros do Rio de Janeiro
De Copacabana ao Leme fumando
A cidade, o estado inteiro
Mas ai chega pro sul
Ai cumpadi não tem a verba do Red Bull
Como disse um amigo não sou um bacana que tem os olhos azul
Mas se tivesse em paz
Contra o preconceito que vem do peito
Porque meu receio é constitui
A rima sempre mantendo respeito
Do jeito que eu faço
Do jeito que eu venho
Do jeito cumpadi
Que eu vou fazendo na rima cumpadi
É realidade
Retrato o filme não um desenho.
Sabe como é
Isso aqui é mó viajem
Eu tenho cara de maluco, surtado e jogado
Mas certo que eu não sou personagem
Não to de sacanagem
Muito menos de picaretagem.
Eu fecho é na humildade
Na fidelidade
Na sagacidade
Só pra quem sabe o que eu faço cumpadi
Mandando na rima eu mando é no flow
Maomé chegou no sul
Em Porto Alegre aterrorizou...

(Batoré)

Ohhh personagem se tu fosse
Tu ia ser só mas um
Du, Dudu e Edu lá do Cartoon.
O meu mano ta filmando
Esse é o 46
Cheque mate no xadrez
Batoré fode essa aê,
Vim dar um rolé no sul
Com as loiras mais gostosas
Isso aqui não é vila mimosa
Que elas dançam curte e gosa
Toca a prosa
Ouvi minhas prosa
E quer ouvir meus versos
Ta achando que eu sou bomzinho
Mais eu faço tudo inverso
Ao contrario do que faço
Eu sempre fui rude,
Trabalhei pra caralho
Cumendo feijao com grude,
Agora sua atitude
Isso tude
Atitude dos guerreiro
Da virtude cheio de truque.
É foda o filho de vagabundo soltavá
Hoje são de Bagdá
Rany Money quer rimar
Marca um 10 pra eu terminar
O gorro ta atrapalhando
Eu vou tirar essa porra
Pra ve quem não ta pancando
O buzu
Já ta passando
Isso aqui
Frio pra caralh
Eu to pouco me fudendo
Protegi meu escapulário
Eu sou mais usuário
Parado
Tudo ao contrário
Minha mãe diz que eu não trabalho
E eu to parado igual um espantalho.

Composição: Mc Cert,mc Maomé,mc Baroté e Rany Money · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Lucas
42.136 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais