Letras de músicas - Letras.mus.br

Pra Minha Mãe

ConeCrewDiretoria

Nenhum de nós é filho de chocadeira
Todos nós tivemos como primeira morada
O ventre materno
E de lá quando saímos para esse mundo
E cortam o nosso cordão umbilical
Separam os nossos corpos, mas as nossas almas não
Essas continuam unidas e ligadas para todo o sempre
Vocês vão se encontrar de alguma forma
Em algum pedaço
Em algum verso deste poema

Rany Money:
Enquanto uns lutam pra sair de casa, eu tô naquela
Lutando pra ter o poder de dar uma moral nela
(É nóis)
Tamo junto mermo, na trela
Uma mansão de patrão num barraco lá na favela
(Eu me lembro)
Me lembro quando fiz cara feia
Porque em mais um natal eu só ia ganhar meia
(Tu me disse)
Tu me disse: pensa um pouco e respeita
Imagina você sem ceia
Em vez dessa mesa cheia
Desculpa ter te dado preocupação
Tava zuando, atrás de mais diversão
Me desculpa se um dia eu espancar na rua
Um filho da
Que me chama de filho da
Me desculpa, mãe
Eu sei, não sou perfeito
Desculpa ter ficado desse jeito
Sempre vou guardar esse amor no lado esquerdo do peito
Graças a você hoje eu sou um homem feito

Maomé:
Minha já me puniu, e até já me expulsou de casa
Não me levou pra Disney, praia rasa ou barra brasa
Me deu uma bicicleta, um Nintendo e um computador
Dinheiro me deu pouco, mas me deu muito amor
Gastou o que não podia pra assistir eu virar doutor
Desculpa, mãe, eu não entendi o professor
Porém, do que entendi foi sua real necessidade
De assistir seu filho louco hoje ser um homem de verdade
Eu queria dar uma rosa, improvisar uma prosa
Pra coroa mais bonita, elegante e charmosa
Mesmo sendo ela dona da comida mais gostosa
Sempre que eu faço besteira ela ainda fica furiosa
Desculpa, mãe, por cada situação
Ana Maria é o nome do meu coração
Eu sou filho de uma heroína, guerreira e trabalhadora
Ainda te boto num castelo e aposento a tua vassoura

Ari:
Por ter me feito quem eu sou
E sem você eu não sou metade
Independente de onde eu vou
O sentimento é de verdade
Ela me fez nascer, me viu chorar
Me fez crescer, me deu um lar
Quero que saiba que sempre estive ao seu lado
Mesmo errado eu nunca fui mal criado

Cert:
Lembro do tempo tenso que sempre ficou do lado
Única visita minha que tinha quando internado
Fim de semana te vi
Feliz, dividi um quarto
Momento bom o de hoje quando penso no passado
Eu sei que é forte, mãe, a nossa história sim
Merece até Champagne, porque tem glória no fim
Hoje tá bom e você pode até dizer
O filho que bateu no chão, traz orgulho pra você
Então eu canto pra dizer o quanto te amo
Minha mãe, pra você meu coração tô lhe entregando
Ele tem mais poder contigo
Me protege do perigo que fico
Se rico um dia, te trago o merecido
O mundo inteiro não se compra com dinheiro
Mas um terreno maneiro, de presente de um herdeiro
Quando eu tava preso, segurou primeiro
Minha vida
Quando eu tiver no topo você estará acima

Batoré:
Minha coroa, minha rainha
Eu sempre vou tá contigo
Papai saiu de casa, só você ficou comigo
Foi guerreira, quase ninja
Sozinha com 5 filhos
Domingo era maneiro porque eu sei que tinha Sucrilhos
Quando Bruno morreu minha casa ficou de luto
Voltava de madrugada
Foda-se, eu tava puto
(Caralho)
Quem esconde um sentimento, por dentro tá tendo um surto
Mãe, deixa eu dormir mais 10 minutos
Porque o tempo tá passando e a gente já passou por tudo
Você é a minha proteção, a minha espada, o meu escudo
Ainda vou te dar uma casa pra você fazer uma festa
Calar a boca das velhas que falava: ele não presta
Não acredito em superstição, mas sempre desvirei o chinelo
Você me criou também com todo seu amor materno
Sua energia contagia igual magia, tão agradável
Eu juro que hoje em dia Rafael tá responsável

Rany money:
Essa é pra minha mãe, minha mãe
E essa é pra minha mãe, minha mãe
E essa é pra minha mãe, minha mãe
E essa essa é pra minha mãe, minha mãe
E essa essa é pra minha mamamamamãe
E essa essa é pra minha mamamamamãe
E essa essa é pra minha mamamamamãe
E essa essa é pra minha mamamamamãe

Não foi o tempo que tornou cinzentos os teus cabelos
Muito, muito além do tempo
Ainda posso vê-los como sempre foram
Não foi o tempo que te fez madura
Ainda te vejo na infantil procura a esperar por mim, tu
Muito jovem, a imitar senhoras
Cada segundo parecendo horas
Não, não foi o tempo que te fez assim, foi o vento
O sopro de Deus, o eterno momento
Sim, foi ele que te fez assim

Composição: Rany Money, Maomé, Ari, Cert, Batoré · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Nathalia
Legendado por rita.arantess e cbernardoo
268.059 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais