Letras de músicas - Letras.mus.br

Não sei o que falar, diante do altar
Falso pastor eu não admito
Com seus gritos sai pra lá
Decredito um cheque em branco nominado a deus
Mais que usufrui dos previlegios
Enquanto ele não volta sou eu
Talvez os erros, farsas e discontroversias
Sento, relaxo, penso na decadencia da dessencia.
De vários gerados fatos, de desconcertados atos
Na malevolencia não me distraio em meu recado
Absurdos são falados, pelos vicios sou tentado
Não me prendo ao conceito de que cometo pecado
Sempre o mais ágil, ser criado por baseado
Nunca recaio a artificios degradantes de serem
Tristados
Abençoado pelo verme esculachado
Eu nunca paro conecrewdiretoria semblante alterado
Erradicado carioca no ocidente
Melhor no consciente
Pois dinheiro nem para o próprio rert
Indiferente é o que promete mete a braba que não
Sente
Mais não pense que a fala gira inutilmente
Não sei se é sempre mais tem uns que vem em mente
E ultrapassam barrerreiras nem conhecidas pelos
Videogames

Saiba que não é por menos
Saiba que não é por mais
Saiba que a luz guiara pra fuga perpicaz
Ainda que com os sentidos renovados
Com os neuronios evaporando
Na batida eu caso estrago [2x]

Não sei o que que eu faço
Ajo como um rato
Num momento depredado por não ser considerado
Um perfeito cidadão ou um real trabalhador
Num momento atordoado
Eu não sei aonde estou, ou o que sou
O que vou fazer nos pensamentos
Fluem no instante que eu quero crescer
Então sustento, idéia de teoria vem contraditorias
Não renego não me esqueço do brasil e suas glórias
Na memória as bongadas da escada da lapa
E a história da rápa que lbriga pra fumar a baga
Galera 100% ativa é conecrewdiretoria
Apologia da vida vivida sem intriga
A trilha da guerrilha é bem recebida
Auto avante ranymoney contrariando a estatistica
Na rima procede mostrando sua disciplina
Passa a goma, de um tapa, prende bem que é na
Paulista
Atire sua auto-estima é papatinho na batida
Haaaaaaaa
Esses são pros loucos sérvios de pilha
Vertentes liricas em busca de um prisma
Que me alucina e faz com que eu nunca perca de vista
Intrividigna
Guerrilha planejada, escurraçada
Desvalorizada biblica palavra
Fala e não atrapalha
Não rala, pensa em da pala respondendo
Os sentimentos inspirados por celtas e maias na
Escada
Ou no cristo o meu semblante explana o rio
A minha cidade que eu represento
Eu me inspiro nos livros tidos, lidos, emprestados,
Comprados ou até roubados
E a cultura sempre acrescentada em alto estágio
No momento deflagrado ativado o tom de rima
Desconcertados
Pois deus escreve certo por tortuosas linhas

Saiba que não é por menos
Saiba que não é por mais
Saiba que a luz guiara pra fuga perpicaz
Ainda que com os sentidos renovados
Com os neuronios evaporando
Na batida eu caso estrago [2x]

(na batida eu caso estrago...)

  • Enviar legenda
  • Cifra
  • Ouvir música
  • Fotos
  • Vídeos
  • Imprimir
  • Corrigir
  • Enviar letra para...
17.561 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais