Letras de músicas - Letras.mus.br

Esquema Montado

Craveiro e Cravinho

A justiça que o povo pedia em uma cidade de outro estado
Era ali as centrais das desordens até pra policia era jogo pesado
Praticavam terríveis delitos os tais desordeiros fortemente armados
E o progresso parou sobre o tempo o índice de crime estava avançado

Numa venda de beira de estrada um fato se deu vesprando o feriado
La estavam os bons do gatilho aquele ambiente estava carregado
Foi chegando um homem sem camisa e pelos presentes foi observado
E pediu um refrigerante foi mal atendido por estar mal trajado

Na saida ele disse ao vendeiro com ar de temor bastante assustado
A policia anda na minha caça com toda certeza serei revistado
Faz favor de esconder minha arma é de grande estima meu coute importado
E o vendeiro escondeu no balaio atras do balcao ficou bem guardado

Os presentes que ouviram a conversa naquele momento o exemplo seguiu
Guarde ai nossas armas também vamos dar um golpe naqueles vadio
E o vendeiro ja foi recebendo toda a grande parte do armamento frio
E o balaio ficou pela boca e com uma toalha o vendeiro cobriu

Nesse instante chegou a policia foi grande surpresa pro tal valentão
E aquele homem sem camisa foi ponto de inicio da operação
Ele então se recuou dizendo não é necessário em mim por as mãos
Só de armas de várias espécie o balaio está cheio atras do balcão

Ao lavrar a prisão em flagrante após o vendeiro ter sido enquadrado
Disse o homem o tal sem camisa policia é gloria bandido é atrasado
Não me juguem que sou dedo duro só fui personagem do esquema montado
Aos senhores então me apresento eu sou na comarca o novo delegado.

20.751 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais