Letras de músicas - Letras.mus.br

Pintura

Elipê

Sorrindo peguei o pincel
Deixei a dor pintar
Com a tela branca tinturei seus olhos
O sonho chora

Não há razão no meio da desilusão
Quem mais terá coragem de nascer no meu peito?

Deixei as tintas correrem só
No leito branco
Onde posso te desenhar do meu jeito
Cabendo em mim

Mas há paixão em quadros mortos
No choro ou na canção
Um pouco do sol de cada céu


Enquanto eu puder pintar
Te moldo do meu jeito
Sem deixar, sem pesar
Os traços de um amor perfeito


Sem saber para onde ir
Fui tingindo a verdade
Sufocado pela lembrança
Descolori a saudade

Calado entre pincéis
Chorei na aquarela só
Escorreu na minha tela
O ódio, o amor e o suor


Enquanto eu puder pintar
Te moldo do meu jeito
Sem deixar, sem pesar
Os traços de um amor perfeito


Enfim a pintura tomou traços finais
Te vi então virgem
Chorei o último desejo de te ter
E cabisbaixo apaguei as luzes do meu atelier

Composição: Mateus Lopes / Dudu Lopes · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Elipê
1.424 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais