Letras de músicas - Letras.mus.br

Lágrimas de Sangue

Facção Central

1997, março, diadema o município;
Uma câmera, uma fita de vídeo;
Mostra pro mundo sangue, ignorância;
Animais com distintivos;
Não entendi a surpresa;
Infelizmente era só um outro dia comum;
Dia de enterro, velório;
Dia em que a polícia matou mais um;
Não entendi a mídia;
Nem os políticos imundos;
Nem a falsa inútil indignação;
Afinal era a polícia deles, fazendo a lei deles;
Fazendo o que eles querem enterrando nosso caixão;
Toda noite em são paulo o sangue escorre;
Governador o cúmplice número um;
Pede desculpas na tv, que piada;
Tem um caixão sendo enterrado;
E uma família chorando a morte;
O presidente dá o tom da hipocrisia;
Felizmente na pm são a minoria;
Não são apenas dez animais dessa maldita corporação;
Milhares de assassinatos passou batido noite e dia;
Por que não chegam na televisão;
Tenho vários exemplos, vi vários enterros;
Eu mesmo fui atropelado mano;
Eu mesmo já fiz acerto;
Eu vi maluco incriminado, crime forjado;
Peteca no bolso e o tambor descarregado;
E outro finado;
Se não existe a pena de morte no brasil;
Por que a pm mata tanto;
Principalmente a rota, puta que o pariu;
Cpi do crime organizado até mudança de lei na legislação;
Tortura de vinte e um anos moral ou física, cadeia pra agressão;
Seja bem vindo ao espetáculo da contradição;
Tortura sempre foi crime hediondo na constituição;
E, no entanto, a polícia sempre matou;
Sempre torturou, sempre mandou pro caixão;
O projeto de lei é de 94;
De lá pra cá quantos finados, milhares de enterrados;
E só agora pra mostrar a atitude pra mídia;
Demagogia, o projeto foi aprovado no senado;
É tão comum á tanto tempo um cadáver na rua se decompondo;
É tão comum á tanto tempo;
Uma família chorando por um outro fulano morto;
Confiar em quem, pedir apoio pra quem então;
Se quem é pago pra nos proteger;
Toda noite na nossa gente descarrega o oitão;
Mas que porra de polícia é essa que não protege;
Preto, branco, pobre, favelado;
Que todo o jovem da periferia é suspeito;
Candidato á finado;
Eu já to cheio de enterro, velório;
Cadáver cercado de velas;
Infelizmente a paz é só embaixo da terra;
Não quero a minha mulher com minha filha do colo;
Chorando lágrimas de sangue me enterrando;
Sinto muito por todas as vítimas, todas as famílias;
Por todas as lágrimas de morte arrancadas pela maldita polícia.

A lágrima que rola do teu olhar;
É tão triste quanto a morte;
Tem o cheiro e a cor do sangue;
Lágrimas de sangue;
"viaturas se aproximam começa o desespero";
Lágrimas de sangue;
"será que é minha hora, eu vou sobra, ficar inteiro".

Chega de lei do silêncio;
Vamos denunciar esses filhos da puta;
Gambé não vai pra cadeia, não perde a farda;
Ainda te mata na seqüência na rua;
Aqui se mata a vítima, se mata a testemunha;
Queima de arquivo;
Testemunhar é dar visto em atestado de óbito;
É bancar o próprio homicídio;
Quem me protege dentro de um barraco de madeira ou papelão;
Sozinho na noite contra vários pms;
Contra dor de pt, contra oitão;
Ouvidor público te pergunto até aonde que isso ajuda;
No país da injustiça o quanto vale a denúncia;
Depois da tortura eu to vendo meu sangue, os meus ossos quebrados;
Só que ainda eu estou vivo;
Não me enterraram agora, não vou correr mais riscos;
Não vou dar motivo;
Talvez esteja até errada a minha opção;
Só que a lei do silêncio é conseqüência da falta de proteção;
Evita caixão;
Se existisse uma câmera filmando perto de todas as táticos;
Não seriam só dez os animais flagrados;
A cada, cada noite o mesmo inferno;
Mão na cabeça, encosta aí, ra-ta-ta-tá cemitério;
Não é o salário que transforma um pm em criminoso;
É o brasil hipócrita que no fundo está do lado deles;
E batem palmas quando matam pobres;
Que vibram no iml quando chega o corpo;
Será que é isso que é justiça;
Será que vamos enterrar pobres mais dois anos;
Pra que tire os benefícios, as legarias da polícia;
E quando a mídia nos abandonar volta tudo de novo;
Infelizmente pra nós não é do presidente;
E nem do governador o próximo corpo;
Queria ver a cara deles num caixão;
Com uma família chorando do lado;
Com um gambé sorrindo, soprando um oitão;
Esse aqui é o brasil contagem regressiva;
Eu estou vivo até uma tático atropelar a minha vida;
Diadema não é mais do que um exemplo;
Do que acontece na zona sul, leste, norte, oeste, no centro;
A diferença é que lá o cotidiano foi filmado;
Só dos finados que eu já vi na minha vida;
Dos que eu contei daria uma longa metragem de mano enterrado;
Faça um role nas periferias, nas favelas, nos cortiços;
Verá que o negro tem nome de polícia, homicídio;
A minha gente tem pouca informação, mas tem memória;
Ninguém esquece um tapa na cara;
Um tiro na cabeça, um caixão descendo nas cordas;
Não quero minha mulher com minha filha no colo chorando;
Lágrimas de sangue, me enterrando;
Sinto muito por todas as vítimas, todas as famílias;
Por todas lágrimas de morte arrancadas pela maldita polícia.

A lágrima que rola do teu olhar;
É tão triste quanto a morte;
Tem o cheiro e a cor do sangue;
Lágrimas de sangue;
"viaturas se aproximam começa o desespero";
Lágrimas de sangue;
"será que é minha hora, eu vou sobra, ficar inteiro".

Composição: Eduardo e Dum-Dum · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Gabriel
24.027 exibições
Ver mais fotos
  1. Eu Não Pedi Pra Nascer
  2. Castelo Triste
  3. Desculpa, Mãe
  4. Estrada Da Dor 666
  5. 12 De Outubro
  6. Hoje Deus Anda De Blindado
  7. Versos Sangrentos
  8. A Marcha Fúnebre Prossegue
  9. País do Futebol
  10. O Menino do Morro
  11. O Rei da Montanha
  12. Colecionador de Lágrimas
  13. Isso Aqui É Uma Guerra
  14. O Espetáculo Do Circo Dos Horrores
  15. A Bactéria FC
  16. Roleta Macabra
  17. Anjo Da Guarda Vs Lúcifer
  18. Aonde O Filho Chora E A Mãe Não Vê
  19. Apologia Ao Crime
  20. Brincando De Marionete
  21. Aparthaid No Dilúvio de Sangue
  22. Favela Sinistra
  23. Espada no Dragão
  24. A Minha Voz Está No Ar
  25. Cartilha do Ódio
  26. O Circo Chegou
  27. A Guerra Não Vai Acabar
  28. Front de Madeirite
  29. Sei Que Os Porcos Querem Meu Caixão
  30. Discurso Ou Revólver
  31. Pacto com o Diabo
  32. Outro Caminho
  33. Justiça Com As Próprias Mãos
  34. O Homem Estragou Tudo
  35. Pomba Branca
  36. Abismo Das Almas Perdidas
  37. A Vida Ensina
  38. Alcatraz
  39. Livro de Auto Ajuda
  40. Conversando com os mortos
  41. Assalto A Banco
  42. CNN Periferica
  43. Bala Perdida
  44. A paz está morta
  45. Um Grito de Socorro
  1. Proteção
  2. A História de Um Traficante
  3. No fim não existem rosas
  4. Sem Luz No Fim do Túnel
  5. Sonhos Que Eu Nao Quero Ter
  6. Chico Xavier do Gueto
  7. Sonhei Com O Céu
  8. Homenagem Póstuma
  9. Prepara As Algemas (part. Facção Central)
  10. Um Gole de Veneno
  11. Sem Limites
  12. Eu queria mudar
  13. Vida Loka Tambem Ama
  14. Cortando o Mal Pela Raiz
  15. Dias Melhores não Virão
  16. São Paulo - Awshvitiz Versão Brasileira
  17. A Cidade É Nossa
  18. Enterro De Um Santo
  19. De Mãos Dadas Com O Inimigo
  20. A Capela Dos 50.000 Espíritos
  21. Pesadelo do Sistema
  22. Mulheres Negras
  23. Dia dos Finados
  24. Mundo (part. Sérgio Saas)
  25. A Paz é uma Pomba Branca
  26. O Show Começa Agora
  27. Detenção Sem Muros
  28. Aqui São Teus Cães
  29. 765 Motivos Pra Morrer
  30. Estamos de Luto
  31. Eu To Fazendo o Que o Sistema Quer
  32. Quando Eu Sair Daqui
  33. Não Quero Ser o Próximo Defunto
  34. Em Nome Da Honra
  35. Memórias do Apocalipse
  36. Vidas Em Branco
  37. O Poder Que Eu Não Quero
  38. Aperte O Gatilho Por Favor
  39. No Trilho Do Vale Da Sombra
  40. Espetáculo do Circo Dos Horrores
  41. Carnificina
  42. Reflexões Do Corredor Da Morte
  43. Mensagem ao Céu
  44. Tecla Pause
  45. Resgate
  1. O Pesadelo Prossegue
  2. A Mil Anos Luz da Paz
  3. Quando É Que Vão Olhar Pro Inferno
  4. IML
  5. Pavilhão Dos Esquecidos
  6. Lágrimas de Sangue
  7. O Passageiro da Agonia
  8. Sangue, suor e lágrimas
  9. Tensão
  10. Vão Ter Que Algemar Meu Cadaver
  11. Pilantras
  12. Dia Comum
  13. Finalização
  14. De Encontro Com A Morte
  15. O Que Os Olhos Veem
  16. Um Lugar Em Decomposição
  17. Vozes Sem Voz
  18. Nós Por Nós
  19. Estratégia
  20. Aqui Ela Não Pode Voar
  21. Roube Quem Tem
  22. Introdução
  23. Fone maldito
  24. O Pavilhão Dos Esquecidos
  25. Feridas leves
  26. Não Dê a Sua Cara a Tapa
  27. Um Mundo Melhor
  28. Há Mil Anos Luz da Paz
  29. A Cor
  30. Morte Sem Lembrança (part. A286)
  31. Nada É Mais Como Antigamente
  32. A Informação É a Luz
  33. Pra Vocês Faccionários
  34. Prisioneiro do Passado
  35. No Fim Não Existe Rosas
  36. Artista Ou Não
  37. Observando o Rio de Sangue
  38. O Que o Sistema Quer
  39. A Malandragem Toma Conta
  40. Vida Baixa
  41. Atrás das grades
  42. Interlúdio
  43. Somos Assim (Juventude de Atitude)
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais