O Cachorro E O Tatu

Gildo de Freitas

exibições 7.082

É claro que caçador não mente
Eu também sou caçador
A caçada é meu esporte
Eu não faço profissão
Tenho armas no meu rancho
Cartucheira e munição
Eu, a arma e meu cahorro
Em qualquer costa de morro
é certa a caça na mão.
O meu cachorro cavoca
E arrancar tatu da toca
ele tem por obrigação.

Letra:

Está velho não tem mais dentes
E ainda vai na caçada
Esses dias até pensei
Que a mata fosse assombrada
Porque passou um tatu
E o meu cachorro Bangu
Saiu logo nas pegadas
E o bicho mesmo provoca
Entraram os dois numa toca
E eu não encherguei mais nada

Declamação:

Eu já estava nervoso
Na mata de madrugada
Por não ver mais meu cachorro
Só ouvia uma risadas
Eu cheguei a conclusão
Que era debaixo do chão
Todas aquelas gargalhadas
Olhei pra toca achei lindo
Notei o tatu sorrindo
E o meu cão dando bocada

Letra:

Quando o cachorro avançava
O bicho tatu sorria
O meu cachorro sem dente
Pegava mas não mordia
E com aquele pega e larga
Eu também me divertia
Era a tal de briga mansa
Pois nenhum embrabecia
E o tatu morto de rir
Da cócega que sentia

Só ninguém pode dizer
Que essa minha história mente
Todo os dois já bem velhinhos
Brigavam graciosamente
O cachorro encabulado
E o tatu sempre contente
Eu lhe digo francamente
Eu disso sou testemunha
O tatu não tinha unha
Nem meu cão tinha mais dente.

Terra Música
feedback