Existência

Haikaiss

Eu começo a construção pegando o foco da questão
Juntando a pulsação, assim partiu a opinião
Partiu pra outra dimensão, por onde andei não foi em vão
Conhecimento da visão é aquecimento pra imaginação

Toda aquisição retrato nessa confissão
Soube fazer bem a lição, não fui pela previsão
Se tem dim dim, satisfação, vida sem pão, vida ilusão
Tenha noção que a criação faz distinguir a criação

Não? Meu, faz o seu, fiz o meu, se esqueceu?
O que você tem? Não é comum, o que você quer?
Bola um! Escreveu? Me entendeu?
Fel, reu ajudado, mas se me pego ausentado

É por que não sigo calado
O fato é que passou o momento de lavar a louça
Estude os que moram na fossa, pois o fraco inspira força
Avanço manso na cidade se deixar tristeza a parte
Sendo assim prever futuro também é prever saudade

Aproveita agora esquece tudo e sai
Mas lembra que saúde é ser feliz, então vai..
Aproveita agora, respira o ar de fora,
Conheça sua cidade à vontade vai embora (2x)

Tanto tempo que passou, tanto tempo vai passar, será?!
Momentos somente que vão marcar
E ter sentimento suficiente que concretiza e se estende
Se fortalece em qualquer ambiente, liga?

Sujeito homem das antiga, do culto até a gíria,
Só quem já foi da rua sabe o que significa ?Família?
Nem todo mundo é perfeito, sou dos que faço minha sessão
Sem nem pensar em ser aceito

Detalhes me concentro, pra que saia bem feito,
Sempre saindo rua a fora
Pondo nomes na parede, tente !
Acho que é mais que adrenalina, mais que juntar rima

Mais que uma dose que desce seco e reanima
E eu falo de obra prima e você de Pantomima
Acredita em sina? É?! O rap contamina!

E eu fui contaminado pelo Black e pela África
Vida que pedi a Deus não recebi de forma trágica
Mágica sem truque, lógica igual a boot

Sentido em incógnita, demonstra magnitude
E você gosta de atitude, né? Mas não se ilude viu..
Gingado de paulista e dos que gosta do Brasil
Com S, minha pátria me pariu com vocação pro Rap

Minha marca eu rabisco assinando Ésseponto,
Pronto, falei
Sem desconto e peço troco, sabotei, nem me viu tiú
Calma, respira a fauna, esquece o Freud
Acompanha a vida sabendo que é uma senóide

E nem pensar ficar de bode, no final tudo se fode
Como pode tu saber o que acontece quando morre
Mas é assim, deduzo que o fim-de-semana é porre
Quem trabalha não anda, corre

Maquiagem pra que borre
Torre agora, borá, vamo, te acompanho, tenho a merra
Aproveita, mas lembra que todo ciclo se encerra

Aproveita agora esquece tudo e sai
Mas lembra que saúde é ser feliz, então vai..
Aproveita agora, respira o ar de fora,
Conheça sua cidade à vontade vai embora (2x)

Nunca é tarde mas um dia a hora chega
Não quero ninguém covarde pois dessa vez não tem nega
O mundo castiga não poupa formiga ou formigueiro
Spinardi então me siga ou então seja o primeiro

Com medo de ter lembranças do que tinham
Dos que vinham, enquanto os planetas se alinham
E todos caminham, lêem o título e adivinham, ou desconfiam
Tenta ver nas entrelinhas o caminho

Meus vinte e poucos anos, tantos planos
Nem sempre sabendo, mas sempre correndo com poucos manos
Restam dois anos contanto do dez, mais fé Zé
Espero estar com cada F2D, com o pent e com o Dé

Contente e de pé, eu vou até o céu
Pra poder encontrar o motivo que cria o parto no papel
Com a mente fiel no topo do empire state
Aprendendo a dar slide em San Francisco de Skate, sente!

Aproveita agora esquece tudo e sai
Mas lembra que saúde é ser feliz, então vai..
Aproveita agora, respira o ar de fora,
Conheça sua cidade à vontade vai embora (2x)

Como não tem sinais, você não decora os jornais
Uma catástrofe por dia e você mudando os canais
Vem por água, vem por terra, vem do céu até você
Não tem trégua, não tem Serra, não tem Dilma ou PT

Que resolva, que evite, então se envolva com apetite
E liga pro Fernando Henrique e pergunta do Spvic
E porque não legalizar se tem pouco tempo?
Porque o JFK teve pouco tempo?

E se o anticristo for voltar, sobra quanto tempo?
Vocês preferem se calar, ou estão esperando aumento?
Hein? Quem? Power tem, Money tem
Não é ninguém, se ele vai, se ele vem, se ele enrola

Eu não sei, sei que hoje você tem muito amanhã você tem pouco
Hoje você é ninguém mas amanhã você pode ser outro
Nesse ninho muito louco, alternado
Onde o egoísmo contesta, mas não quer ser contestado

Eu guardo minha essência, desperte reminiscência
Importância que me foi dita e esquecida como as ofensas
Se pensas que acaba aqui, eu riu do que tu pensas
Já me apego ao conteúdo dos que viraram influência

34.079 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais