Re-Batucada

Marcelo D2

exibições 26.304

Sorria meu bloco vem bem descendo a cidade
vai haver carnaval de verdade
o samba não se acabou

Sorria o samba mata a tristeza da gente
Quero ver o meu povo contente
Do jeito que o rei mandou

O rei mandou a gente se ajudar
O rei mandou o povo se agilizar
O rei mandou a gente olhar prá frente
Na verdade o parceiro rei tá dentro da mente

Partideiro indigesto eu sou e sei que sou
A procura da batida eu vou e vou que vou
O flagrante tá na mente acabou acabou
Fecha a conta e passa a régua que eu tô que tô

Muito respeito aos arquitetos da música brasileira
Os verdadeiro é aqueles que nunca tão de bobeira
Que no quintal ou na escola o samba é de primeira
Poeta operário de segunda à segunda-feira

Tá na hora de bater essa parada
Da mesa ser virada
De bora com a conversa fiada
Bate forte no meu peito
Do jeito que não tem fim
Bate surdo agogo pandeiro e tamborim

Sorria meu bloco vem bem descendo a cidade
vai haver carnaval de verdade
o samba não se acabou

Sorria o samba mata a tristeza da gente
Quero ver o meu povo contente
Do jeito que o rei mandou

Então checa prá cá que o bloco chegou
O samba não se acabou
Não adianta reclamar que não tem caô
O que passou passou

Um carnaval diferente foi o que o rei mandou
E é nesse que eu vou
E nem importa qual direção que eu tô

Simbora !

Produto nacional de exportação do bom
Identidade nacional só prá quem tem o dom
Vacilou sambou literalmente na parada
Essa é pra deixar qualquer cadeira quebrada

Quem diz que o povo esquece facilmente
te engana novamente
não quer que voce olhe prá frente
Força e coragem prá enfrentar tudo o que vem
Diz que tem
Diz que tem
Diz que tem também

Sorria....

Muito respeito aos verdadeiros arquitetos
da música brasileira
Comigo:
Eu digo Chico Science (Chico Science)
Eu digo Cartola (Cartola)
Eu digo Jovelina (Jovelina)
Eu digo Tom Jobim (Tom Jobim)
Eu digo Candeia (Candeia)
Eu digo João Nogueira (João Nogueira)
Eu digo a Dona Neuma (Dona Neuma)
Tim Maia (Meu Amigo)

0 comentários
Terra Música feedback