Letras de músicas - Letras.mus.br

Se Oriente

Oriente

Meu pai é um homem de bem
Me ensinou a não me achar nem melhor nem pior que ninguém
Quando mostrei minhas primeiras rimas pro meu coroa
Ele me deu um sorriso mais do que profundo
E disse:
"Vai, meu filho, agora é sua vez de orientar o mundo"

Põe essa banca porque tem a quem te banque
Tira onda de vagabundo, mas mamãe paga seu skunk
Coroa ignorante em remédio se fudeu
Diz que eu sou maconheiro e usa mais droga que eu
Tem que falar dez vezes ou em uma tu entendeu?
Acha que eu tô me achando? Eu acho que tu se perdeu
Meu, bagulho tá doido pra quem não sabe a que veio
Se tiver desorientado vai ser cego em tiroteio
Então se orienta!
Tem que olhar pra si mesmo nem todo mundo aguenta
Qual foi? tá achando que é ratão?
Acho que tu precisa de uma orientação
Não peço que aceitem tudo, mas também não aceito tudo
O meu mundo é complicado, sou abusado e maluco
Então fica ligado, vagabundo? Tô no céu e no inferno
Sou maluco, duas opções ou me divirto ou me interno
Sou chino meio arrogante, e arrogância não tolero
Tem coisa que não preciso, mas foda-se, mano, eu quero
Sincero, espero da vida combustível pra minha loucura
Nego jura que minha mente prematura
É uma mente influente pro Brasil a literatura
Se oriente, e acorda criatura
Porque aqui a alma é pura, sem censura
No momento represento o talento da contracultura
Se mexer com a minha banca rio pax, sepultura
Jé tive umas aventuras que acho que ninguém atura
Tem que portar estrutura, coração cheio de bravura
Nomenclatura é ttk, casaco preto é armadura
Xarpi pela babylon é abreviação da assinatura
Viatura pega cabron tortura
Paga a vista sem a fatura
Fartura, a pista tritura quem não sabe a temperatura
As gata vem pro travesseiro pra fazer umas travessura
Nem tudo é em prol da cultura

Não quero agradar ninguém, muito pelo contrário
Quando tô puto, incisivo tenho efeito inesperado
Pisador de calo, fato, alfinete de ego inflado
So nissin, esse é o peso do fardo do meu legado

Se dizem cabeça forte, tendo a cabeça fraca
Se confundem com demagogos que te fazem de babaca
O discurso tá em alta,a atitude tá em baixa
Reclama revolução sem ao menos sair de casa

Não adianta vir falar que é revolucionário nato
Enquanto sua vovó ainda põe a comida do seu prato
Enche a boca toda hora pra falar do que tu sonha
Mas adia o objetivo por um beck de maconha

Cala a boca, prende o choro, contenha sua emoção
Aqui não é igual tua casa que tu sempre tem a razão
O que adianta na galera tu ser sempre o fodão
Se com a tua família tu é um tremendo vacilão

Chino vietcong, de Hong Kong
Guaraná strong
É o marrom que tá no bong
Televisão cheech and chong
Das antiga Donkey Kong
Radinho redemption song
Playlist thelonious monk
Prefiro crimes a ONGs
Que falam muito aonde
A vida ainda se esconde
Nas cinzas de um horizonte
Que passa ainda distante
Contudo tá aqui no front
Só entende quem pensa antes
Que vê a força de um monte
Que tem paciência de um monge
Conforme conhecimento junta, perguntas ele responde
Da ponte, pro fim do mundo
A pista e vacilação
Se oriente, rapaz, variedade de informação!

Composição: Letra: Nissin Instantâneo, Chino - Base: Dropê Ejc · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Vinicius
149.628 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais