Letras de músicas - Letras.mus.br

Fds

Oriente

Hoje eu vou botar pra pista, vou embalar
Hoje partiu pra notiada, vamo reinar
Hoje eu não quero problema, deixa a noite falar
Embarca na do nochi que o show vai começar

Hoje eu vou tocar o puteiro, eu vou gasta
Hoje é nigth com os parceiro, e as taga
Hoje a noite é lisergia, se alucinar
Num me acompanha que eu nao so novela pra tu acompanhar

Pleno sábado ! tem showzin pra nós toca !
Sete [7] hrs casa do amigo, arma a pré pra começar
O verde claro, as vodka , os redbull e o celular
Me convoca pra outras fita infelizmente não vai dar
Lemon haze , smoking brow, prodigy, stereo surround
Underground de niterói melhor lugar de se morar
Na camada da praia de calango blacktrunk,
Hoje é show num pico punk, zona sul a beira-mar
Meia noite do um arranque chego na porta pra entrar
As mina querem o vagabundo e a dama pedem pr'eu cantar
Eu canto, ela se encanta, quer uma canja particular
Chino logo se adianta , com a menina e com a ganja
Faz o tantra, com a quase santa, que se satisfaz
Faz que levanta diz que tem tanta vontade de ficar
Lembranças da morena, visão cena de cinema
Botei fé na nigth ontem e hoje ví que valeu a pena !

Hoje eu quero acordar cedo, ver o sol raiar
Hoje eu vou arrumar minha mala, pra viajar
Hoje a nossa praiana, é particular
Ceu azul, vento terral, swell entrando vamo lá !

Hoje tem peixe na brasa, na minha saca
Hoje é por minha conta, so relaxar
Hoje eu quero uma gata que é pra casar
Aproventando enquanto eu vivo , pra essa vida não acabar

Acordei bastante leve, para uma vida tão breve
Tem barraca, ret, raca, pranxa nova, no stress
Agradeço numa preçe, dentro dágua só parceiro
Privilégio niterói, estado rio de janeiro

Não eh querer tirar onda, é querer dropar a onda
Dentro do tubo, obervar a geometria redonda
Na cachu sinto a queda, água sagrada, lava a alma
Ve se presta atenção que eu te empresto um pouco de calma

Hoje um metrão de onda, imponente a parede
Agua que passarinho não bebe, que também não mata a sede
Céu azul, o sol suave, mata densa arma rede
Rango da mina responsa, estrogonoffe ou caldo verde?

Difícil é decidir quem é que vai lavar o prato
A viola ta com o rasta que vende artesanato
A riponga mó style, mas não raspa o suvaco
Xadrezinho slack line o amigo tirou um retrato

Quando cheguei tava branquelo, e agora to mulato
A mais de duas semanas que eu nao boto um sapato
Duas camisa, duas bermuda, sem cueca e só um casaco
Só braço sem pela saco, como eh boa a vida no mato

Quero sair da cidade, adeus rocinha e ipanema
Relaxar minha cabeça, resolver os meus problemas
Ja desliguei a antena, sana, sono, saquarema
Botei fé nessa viagem e hoje ví que valeu a pena !

28.306 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais