Quatro Coiotes

Paulo Ricardo

exibições 1.454

Quatro coiotes no quarto de dormir vigiam sua inocência
O mar tem um cheiro forte, lá longe, ao norte, estrelas cadentes
Frias estrelas cometem tais crimes..Sua inocência é minha


O sono é leve para os animais do deserto
Os caminhantes noturnos
Os andarilhos nômades
O pequeno pássaro retona ao ninho das cobras
Serpenteiam frios suores

Provocando arrepios de medo e prazer

As dunas de um deserto de loucura e de pavor
Andando os pés em brasa pela cauda do dragão

As duas da manhã a lua uiva de paixão

E nuas odaliscas me declaram seu amor

A brisa...não é nada
Os gritos estão longe os garotos na praia

E a areia penetra em cada fresta nos olhos..ouço um choro de criança

As ruas da cidade são canais de pedra e pó
Venezas afundando em oceanos de cerveja

Belezas flutuando ao ritmo lento das marés

Milhares de mulheres, ócio e ópio nos cafés.......

Terra Música
feedback