Letras de músicas - Letras.mus.br

Rato de Quermesse

Projota

Pra você dar pra ela o que ela quer
Você tem que saber o que ela quer
Mulher, seu sonho é ter um maloqueiro, né?!
(ééééééé) Muito prazer sou maloqueiro... é! (2x)

Vagabundo das quermesse vem gosto de clichê
Blusa e Staff de ladrão razão das mina mexer
Nunca tive mas mesmo assim sempre mandei bem
antes do nome elas perguntam quanto que se tem

Ela vai contra o pai a mãe quer zuar
Quer ter um neguim de estilo, cola que to lá
De braço cruzado com tênis furado, na sola
Silver tape chei de palmilha mais macio que os doze mola

Se quer ver, a vida pela fresta da janela?
Engordando a barriga e afinando as canela
Parando na subida e dando ré na banguela
Pagando de gatinho andando com as cadela

No lauzane eu vejo as preta vim
Pena que nenhuma olha pra mim
Elas diz que até sou bunitim
Sou simpatiquim só faltou o dim

Eu sei que elas não qué andar de bus e van
Mas se for só descida, eu levo de rolimã
Qué me pregar valor pelo que eu tenho na carteira?
Se depender de mim vai se locomover só de rabeira

Mas muita calma nem tudo é só lamento
Se acha uma pá de vida num pedaço de escremento
Então respeita quem eu sou, respeita meu lugar
Tem bactéria que nasce na bosta e pode te matar
(VAI)

Pra você dar pra ela o que ela quer
Você tem que saber o que ela quer
Mulher, seu sonho é ter um maloqueiro, né?!
(ééééééé) Muito prazer sou maloqueiro... é! (2x)

E hoje tem quermesse no Peri, na rua 2
Liga os loco pra ver quem quer ir, que eu vou depois
Voadão porque hoje vai ter mulher de monte
Mas antes vou colar no esquema com a loirinha de ontem

Vejo os neguim descendo de CG chamando um grau
Vejo as mina querendo mexer que é natural
Porque hoje os pivete de 12 tem mobilete
Acelera nas avenida as piriguete de 10 se derrete

Pros rico: pobre bom é o que emagrece e morre
Pros pobre: rico bom é o que dorme e não corre
Pra mim é perda de tempo reforma agrária
Se é pra dividir... divide direto nas contas bancária

Que eu vou ver nossas preta passar
E uma delas vai parar pra olhar
Vou sorrir e vou dizer "vem cá!"
'to sem carro mas tenho pé pra andar

Deus me deu duas pernas que é pra poder caminhar
Me deu inteligência pra poder raciocinar
Me deu maloqueiragem que é pra saber me virar
Se não me deu dinheiro é que não vou precisar

Quando eu nasci
Deus bateu no peito e sorriu
Quando me viu rimando disse "é isso memu, tio!"
É serio pô, ele apertou minha mão
Virou meu boné pro lado e disse "fi, mó satisfação"

Pra você dar pra ela o que ela quer
Você tem que saber o que ela quer
Mulher, seu sonho é ter um maloqueiro, né?!
(ééééééé) Muito prazer sou maloqueiro... é! (2x)

Composição: Projota · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Juan
Legendado por _line
163.119 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais