Letras de músicas - Letras.mus.br

Intersessão

Projota

Me lembro bem de quando escolhi fazer rap
E fui encontrar o caminho onde o homem evolui
Tava cansado do que o mundo oferecia de bandeja e fui atras
sabia que existiria mais
Por tras das leis, por tras da verdade forjada
encontrei amigos e um sonho nessa caminhada
Se Deus me deu caneta, eu devolvi poesia
Passei a decorar todos os raps que eu ouvia
Um dia comprei uma corrente que tinha cor de prata
mas não era de prata, reciclagem de lata
Comprei duas camisetas GG, e a calça mais larga que a loja podia vender
Me senti mais vivo, funcionava como um insentivo
mais um motivo, pra eu acalmar com o meu lado agressivo
Depois joguei tudo isso fora, enfim tava maduro pra enxergar que o rap já tava dentro de mim
Tipo Daniel San, mestre miagui o caratê que vem de dentro da alma não há quem pague
Pupilo consciente, mostrei dedicação
meu coração é uma junção de brown, mvbill e elhão
Sou os tiozinhos nos bares, fujo da solidão
Sou família nos lares, fujo da multidão
Sou zumbi dos palmares, fujo da escravidão
Mas meu quilobo é fone nos ouvidos e rap pesadão
Somos notorious big também somos 2 pac
o irmão que sai do crime, pivete que larga o crack
O rap é piripaque no seu sistema nervoso
do caminho que eu escolhi hoje sou orgulhoso
Muita treta chegar mas ainda e manter
se a caneta estourar vou sangrar pra escrever
a dedo pra que a nossa honra seja mantida
porque quem tem medo de sofrer não merece o melhor da vida
E é tão fácil alegrar meu povo
acostumado a agradecer pra Deus por ter um pão com ovo
Querem mais sem saber o quanto existe mais
Lembro bem da alegria que traz o cheiro de um tênis novo
Sorte, não sei se isso existe de verdade
Aqui na perifa, eu nunca ganhei nem uma rifa
com sinceridade, sorte é escapa da maldade
uns acreditam em anjos eu acredito em amizade
Zumbi lutou tanto pra alcançar a liberdade
Tiradentes teve o corpo espalhado pela cidade
hoje a liberdade tá aí, toda liberta
Pergunto, será que a gente utiliza de forma certa?
Não, esse mundo é um saco de fingimento
eles fingem nos alimentar, e nós fingimos ter alimento
eles fingem nos educar, nós fingimos ter educação
Conclusão, nós somos mesmo um bando de cuzão
Tá na hora de mudar, meus sonhos já dormiram por tempo suficiente
Agora é hora de acordar mais consciente do que quando eles lavaram nossas mentes
Abre o olho, daqui pra frente vai ser diferente
Deus faz homens, igrejas faz fiéis, escola faz alunos
a vida e seus papéis
cadeia faz tristeza, rua poluição, cidade desmatamento, morte aceitação
dinheiro faz quase tudo, vontade faz quase nada
silêncio sabedoria, som festa na quebrada
Luta por um ideal, abre a porta da caminhada
a humildade faz com que essa porta não seja fechada
O homem faz guerra, o homem quer paz, o homem se enterra, o homem nem sabe mais
Problema faz depressão, sistema faz opressão
E você faça mais que pegadas nesse chão
Irmão, você não é uma planta, você tem escolha tá ligado?
você pode escolher se vai fazer o simples, o normal, aquilo que é esperado de você já ou se você vai surpreender tá ligado?
Surpreenda irmão, faça mais.
Eu acredito em você.

Composição: Sabe quem é o compositor? Envie pra gente.
Enviada por Thais
Legendado por raawwr
52.455 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais