Letras de músicas - Letras.mus.br

Nos Calabouços do Ódio

Realidade Cruel

Nos calabouços do ódio.
Realidade Cruel

Vixi...
Das ruas do campo minado eis quem narra o ódio
Por quem de uma certa forma nos fez de refén
Vem,vem pra somar fazer história escrever
Mais uma página com sangue ,honra e glória
Erguer o cálice brindar com fervor
Pra ser digno de fé ,merecedor
Embora nesse chão onde a pólvora se faz
Presente cada vez mais e mais mil razões
Pelas cabeças decepadas rolando na arena
Pelas vítimas do cativeiro sem dedo ,orelha
Só respostas de quem não teve nem colegial
Só barraco soterrado pela chuva do temporal
Cansado de apanhar com fio de antena da mãe alcoólatra
Vivendo na beira do esgoto convivendo com cheiro de bosta
Hoje eu vejo entrando em cana a dona da DASLU
Os boy locão na RAVE tomando BALA até pelo cú
lembrei eu de CONGA todo rasgado andando na lama
Sem saber oque era um PLAYMOBIL muito menos um AUTORAMA
Sem se quer comer no MAC ,brincar no PLAYCENTER
Sonhar...sonhar oque era o VIDEO-GAME
Agora é G.T.A ,relógio de platina
Tiros de AK na vidraça da joalheria
Depois curtir a vida louca na SWINGER
Chegar lindão de CIVIC ,cocaína e WHISKE
Demorou o sistema criou assim ,assim vai ser
Ódio e terror colombiano até morrer
Infelizmente tem sangue no arco-iris não se assusta
À essas horas tem alguém com uma GLÓCK na nuca.

[Refrão 2x]
Nós tamo se matando porque?
Nós tamo se matando pra quê?
Se a mesma bala que sai do FUZIL ou da PT
Amanhã pode acertar voçê.

[Carol]
Bem que eu queria que fosse apenas sonho
O corpo esquartejado ,carbonizado no morro
A mulher partida ao meio na linha do trem
O muleke sem medo que mata por nota de $100
Os miolos grudados no pára-brisa do AUDI
Da burguesa patricinha na saída da LAN-HOUSE
A sequência de mini UZI no peito do gerente
Dentro da agência fuzilado brutalmente
É lamentável ,porém estatisticamente cruel
Aqui é SÃO PAULO entre o inferno e o céu
Vc esta conhecendo os calabouços do ódio
Lembre-se nesse momento tem outro velório
Em pról de outra família do MORUMBI do ALPHAVILLE
Que teve que voltar das férias SAUÍPE porque,
O filho não colaborou na entrega da merda
Do DVD importado da KORÉA ,foi tipo
De pistóla explodindo a retina morreu
Dentro da sua MERCÊDEZ na PAULISTA
E agora não vai mais ser campeão de HIPISMO
De GOLF ou de CART ,se forma em TURISMO
Infelizmente tem sangue no arco-irís (não se assusta
À essas horas tem um corpo agonizando na rua...biz)

[Refrão 2x]
Nós tamo se matando porque?
Nós tamo se matando pra quê?
Se a mesma bala que sai do FUZIL ou da PT
Amanhã pode acertar voçê.

Resumindo cêis acha oque?
Acha que nóis sempre quiz ter!
Disposição pra te catar no sinal com as PT
Pique DUBLÊ nas pistas voando nos pára-brisas
Filhos com fome desacredita que é o fim da tua vida
Tua MERIVA ,mulher e os herdeiros da ilha
Tão tudo assegurado rindo à toa e vê se não grita
Gritar pra quê? ter fama e poder e não poder
Conviver em RJ e SP,
Em meio aos piscopáta aos demônio de farda
E as bala que sem pedir licença invade tua casa
Vou discordar daqueles que não pediu pra nascer
Tem fome porque ocêis não cumpriu o que prometeu na TV
Educação não precária, carga horária de emprego
Salário e ao menos três refeições diárias
Porque dessa raça nóis não quer nada de graça
É foda ver o sonho de ser advogado escorrer numa vala
Uma criança de 13 sem opção na corrida do 12
Com várias na cara subiu de barriga
Vida sofrida infelizmente história tem uma pá
Levanta o rabo do sofá vem no meu lugar narra
Vai ver que aqui no BRASIL censura é tortura
PM filho da puta ,grampo no pulso e CUTURNO na nuca
Quando eu falar de sangue no arco-íris num assusta
À essas hora mais uma mãe chora na sepultura.

[Refrão 4x]
Nós tamo se matando porque?
Nós tamo se matando pra quê?
Se a mesma bala que sai do FUZIL ou da PT
Amanhã pode acertar voçê.

Composição: Douglas/Flagante · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Flávio
11.189 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais