Letras de músicas - Letras.mus.br

Seja Feita a Tua Vontade

Rodolfo Abrantes

Não vivo sem poder ouvir o som
Da Tua voz falando a mim
De tão perto
Quase posso Te tocar

Como um segredo
Que eu sempre quis
Alguém pra contar

Fiel pra terminar o que começou
Eu não posso parar aqui
Cada passo que eu dou
É pra Te alcançar

És o caminho
Que eu decidi trilhar
Ao tocar

O fogo do monte
O fogo do altar
O Filho do Homem vem
Com brasas vivas

Ao rei toda força e majestade
Pois digno, digno tu és
Pois digno, digno tu és
Amém, seja feita a Tua vontade
Meu Jesus não tarde por vir

Palavras não descrevem o Teu amor
Nem o abraço que eu recebi
Deitado no Teu colo
Eu posso sonhar

Com a estrada que eu nunca
Imaginei um dia andar

Agora que o Grande Construtor
Fez a escada eu vou subir
Quem quiser vir junto
Ouça Deus chamar

Aos anjos e aos teus santos
Eu quero me juntar
Pra cantar

Que outro igual não houve
Outro não haverá
O Filho do Homem vem
Com fogo e glória

Ao rei toda força e majestade
Pois digno, digno tu és
Pois digno, digno tu és
Amém, seja feita a Tua vontade
Meu Jesus não tarde por vir

Ao rei toda força e majestade
Pois digno, digno tu és
Pois digno, digno tu és
Amém, seja feita a Tua vontade
Meu Jesus não tarde por vir

Santo, Santo, Santo é o Senhor
Santo, Santo, Santo é o Senhor
Santo, Santo, Santo é o Senhor
Santo, Santo, Santo é o Senhor

Quando eu chorar, consola-me
No Teu altar eu nunca estive só
Pra Te adorar foi que eu nasci
Vou me tornar dos servos o menor

Quando eu chorar, consola-me
No Teu altar eu nunca estive só
Pra Te adorar foi que eu nasci
Vou me tornar dos servos o menor

Eu vi o Senhor assentado num alto e sublime trono
E as orlas do Seu manto enchiam o templo

Os serafins estavam acima dele e cada um tinha 6 asas,
Com duas cobriam os seus rostos
Com duas cobriam os seus pés
E com duas voavam

E clamavam uns aos outros dizendo:
- Santo! Santo! Santo é o Senhor dos exércitos,
Toda a terra está cheia da Sua glória.

Os obrais das portas se moveram com a voz do que clamava
E a casa se encheu de fumaça

Então disse eu:
- Ai de mim que vou perecendo, porque sou homem de lábios
impuros e habito no meio de um povo de impuros lábios.

E os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos exércitos.

Mas um dos serafins voou para mim trazendo na mão
uma brasa viva, que tirara do altar com uma tenaz,
Com ela tocou a minha boca e disse:
- Vê, isto tocou os teus lábios e a tua iniquidade foi tirada
e purificado o teu pecado.

Depois disso ouvi a voz do senhor que dizia:
- A quem enviarei e quem há de ir por nos ?

Então disse eu:
- Eis-me aqui, envia-me a mim!!!

Ao rei toda força e majestade
Pois digno, digno tu és
Pois digno, digno tu és
Amém, seja feita a tua vontade
Meu Jesus não tarde por vir

Ao rei toda força e majestade
Pois digno, digno tu és
Pois digno, digno tu és
Amém, seja feita a tua vontade
Meu Jesus não tarde por vir

Composição: Rodolfo Abrantes · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Henrique
  • Enviar legenda
  • Cifra
  • Ouvir música
  • Fotos
  • Vídeos
  • Imprimir
  • Corrigir
  • Enviar letra para...
47.191 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais