Banco da Praça

Teixeirinha

exibições 3.265

Amanhã não encontro mais contigo
No lugar de costume não vou mais
Naquele banco lá da praça que era nosso
Ficará pra sentar outros casais
Se por acaso meu recado for tardio
Não impede que tu chegues lá na praça
Pensarás quando a hora for passando
Que comigo aconteceu uma desgraça
Já estarei muito longe nesta hora
Amor não chora que a tristeza a mágoa passa

Vá seguido lá na praça ainda te peço
Dar pipoca pros peixinhos nossos fãs
Pense em mim quando sentares no banco
Onde nosso amor viveu todas manhãs
Longe andarei, mas quero pensar em ti
Na hora do nosso encontro antigo
Estarei beijando teu retratinho
Meu companheiro que estará sempre comigo
Meu bem não chore
Deixe eu chorarpor nós dois
Tu não consegue resistir mas eu consigo

Faça feliz o outro homem que te ama
Eu sei que é triste fazer isso sem amor
Destino ingrato nos aproximou tão tarde
Sofres ai que eu aqui morro de dor
Se esqueceres de mim voltarei um dia
Irei na praça me sentar muito sozinho
Ver ao redor tudo aquilo que olhamos
Dar pipocas para cada um peixinho
Quero sofrer mais do que sofreste um dia
Quando eu parti te negando meu carinho.

0 comentários
Terra Música feedback