O Baile do Bepe

Zé Fortuna & Pitangueira

exibições 395

Vamo dançando, rapaziada. quirina, fala pra julieta, tocá os cachorro da cozinha.
Eles tão atrapaiando o pessoal dançá. ó, quem amarrou esse cavalo no bambu,
Tem que sortá , eles vão acabá derrubando o palissado.
- parem com esse baile. seu bepe, essa moça aqui me deu tábua. e como é? eu paguei
Cem merréis pra dança neste baile e quero dança ou eu escureço isto aqui de bala, tá bão?
- ê, saluciano, vai engrossá agora por causa de cem merréis. dança com a minha muié e pronto.
Assunta, vem cá, dança aqui com o saluciano.
- então deixa eu apertá a saia pra não cai... e bamo saluciano...
- ah, vou chacoaiá a polca...
- e quem é porca?
- é a polca que o sanfoneiro vai tocá...
- atenção quem quisé compra bala pra chupá o português tá vendendo lá no canto do palissado.
Quem perdeu uma cinta, tá aqui, ó. cuidado que vai cair a calça, vai...
E vamo se apreparando, rapaziada que logo mais vamos ter a valsa da roça...
- bepe, eu não danço mais com o saluciano. ele me aperta tanto que parece que vai tirar garapa.
- ô, saluciano, você pensa que a assunta é a chica constança... mai até é bom aperta um
Pouco pra esticar as correias, é. sua cara tá parecendo o mapa da itália...
- o saluciano me apertava tanto que eu já tava ficando roxa. com o saluciano eu não danço mais.
- epa, espera lá. e os meus cem merréis. acho melhor escurecê isso aqui de bala e vou começar
- pelo lampião... vamo lá...

0 comentários
Terra Música feedback