Carnificina

Facção Central

exibições 20.751

Total Drama, Facção Central
Total Drama, Facção Central
Total Drama, Facção Central
Total Drama, Facção Central

[parte 1 - Eduardo]

As nuvens são cortadas, com munição caçante
No arco-íris de são paulo, só vermelho sangue
Nem com tanque de guerra o boy tá seguro
É mitologia moderna, vigia, muro
Vejo de perto a metamorfose, do cotidiano
Estudante se transformando num monstro que abre seu crânio
Tiazinha entende e deixar pôr a tampa do caixão
Frase corriqueira no campo de concentração
Ó só o sonho que ecoa, nas ruas de barro
O cofre do Itaú com o gerente estraçalhado
Se pa só o tenis da vitrine
Evitaria o pivete de oitão no crime
No caixa eletrônico, esperando a chance
Pra te matar lentamente tipo aids, cancer
Me espantei com o que o menino, de 13 me contou
Da fita que rolou na mão que enquadrou o Renault
A vitima em pânica foi puxar o freio de mão
Achou que era reação e bum, no coração
Toda mão no portão, alguém trás a notícia
Fulano tomou 8, trocando com a polícia
Outra mãe desesperada com foto do filho que sumiu
A única pista foi visto tomando, enquadro da civil
Sou pessimista aposto as fichas, no fim inevitavel
Foi torturado e tá cheio de mosquito no mato
Recebi a carta do truta de infancia
Quer se enforcar na cadeia perdeu a esperança
O cenário de muro alto, cela, PM
Faz um estrago irreversível na sua mente
Eu também ia acabar ensanguentando o condomínio
Se não tivesse um grão de arroz, no prato do meu filho
Rimando as lágrimas da selva, a guerrilha urbana
Eduardo Facção Central e Total Drama.

Refrão (4x)
A boca só se cala quando o tiro acerta-tá
Carnificina
Isso aqui é uma guerra

[parte 2 - Gregory]

Aí Eduardo aqui em Campinas tá embaçado
Tráfico é moda, sequestro é mato
157 homicídio pra sustentar o vício
A escola do crime aqui já formou vários discípulos
A TV diz que o pivete não quis ajuda
Então tá no sinal vendendo doce, bala, fruta
Só que a adolescência chega e nada muda
Ele vê que o but custa caro
"Aí boy, aí boy desce do carro filho da puta"
Só vai pro crime quem quer disse a madame
Então veja seu filho pedindo comida implorando por lanche
O pai de família sofre tipo uma deformação
Se torna um homicida um monstro criado pela situação
Se for preciso, mata por comida é guerra
Então voltamos há milhões de anos na idade da pedra
Onde a lei sempre foi a lei do mais forte
Não vejo a salvação dos ricos só vivendo dentro de um cofre
A humilhação da senhora pedindo remédio no busão
Petrifica o coração do sequestrador na negociação
Se o boy tem dinheiro pra gastar no shopping
"Vai, vai digita a senha saca o dinheiro ou então morre"
Clic clec plá plá
Ouça bem só mais um plano engatilhado só mais um refém
Então aí o executivo vai entender minha rima
Quando estiver no porta malas do carro ouvindo CARNIFICINA
O sangue que escorre na rua dos meus manos
Traz glória pros gambés, medalha só mais uma vitória
Foi no bote da quebrada talarico rodo
Cheio de querer, metido a xavecador
Conquistador barato é aquilo ta ligado
Mexeu com a mina dos outros vai pra casa do caralho
O tiroteio o corpo no chão engatilha a 12 de repetição
Dispara na lata e joga na vala a bala estraçalha a cara do vacilão
Foi encontrado um corpo pela manhã
37 tiros já era o pé de lã
Rimando as lagrimas da selva guerrilha urbana e tal.
Gregory
Total Drama e Facção Central.

Refrão (4x)
A boca só se cala quando o tiro acerta-tá
Carnificina
Isso aqui é uma guerra

Terra Música feedback