Plantar o Bem (part. Projota)

Rashid

E aí, irmão, me diz como é que cê tá?
Cê tá bem? Tá bem memo?
E cê tá plantando esse bem?
Você tá dividindo esse bem?
Então esse é o momento? Foco, força e fé!

Sou pai dos meus irmãos
Irmão dos meus amigos
Mente aberta, invisível pros meus inimigos
Sou fã dos meus parceiros, parceiro dos meus fãs
Arrombei portas com a minha fé, violei divãs
Se pans, eu já quis ter um Vans, memo
Já defendi meus clãs, apanhei mais que pandeiros
Mas as manhãs disseram que não
Disseram que eu não sou como baratas pra viver preso em banheiros
Guerreiros de janeiro a janeiro
Eu já me senti só mais um no formigueiro
Ninja pra me esquivar do mal, tive cabreiro
E entregar mensagem custe o que custar tipo um carteiro
Nossa semente no terreiro
Que ela brote e cresça a árvore mais bonita
Porque a luz no fim do túnel é uma placa que diz viva
E só morra pelo que você acredita

Pra viver, pra viver, tem que plantar o bem
(Pra colher, espalhar, acolher quem te amar, vem!)
Pra viver, pra viver, tem que plantar o bem
(Pra colher, espalhar, acolher quem te amar, então vem!)

Olha lá os moleque de skate, que vem e que vão
Em busca de um sonho ou em busca de um corrimão
Em busca do simples viver, igual eu
Ser melhor do que fui ontem é o plano que minha alma escreveu
Mostro o mesmo sorriso, aperto cada mão
Ando nas mesmas ruas, oro por cada irmão
É tão complexo o sistema que faz bater o coração
Mas é tão simples o motivo dessa bateção
Bluetooth, blueray, Mac, XBox
É bom, mas não emociona, nem as molas do seu Nike Shox
Tinha polícia em quadro, contas pra pagar
Não tinha flow, não tinha show, só a vontade de cantar
Vi um menino de rua, na chuva
Estremecido em um salgado que eu tinha comprado e nem comia
Agradeceu, correu pra lá, mas deu pra ver, ele sorri
Ah, se eu soubesse que o segredo tava ali, de que?

Pra viver, pra viver, tem que plantar o bem
(Pra colher, espalhar, acolher quem te amar, então!)
Pra viver, pra viver, tem que plantar o bem
(Pra colher, espalhar, acolher quem te amar, então vem!)

Foi tanto tempo pra aprender
As coisas nem sempre são do jeito que a gente vê
Tem que olhar com a alma, mano, muita calma
Existe algo de bom que foi guardado pra você
Caleja o coração porque a vida é uma provação
Escolha são, definição, da queda ou da revolução
A chance do jogo virar, a sorte ajuda quem lutar

Dois olhos pra ver, um coração pra crer
Duas pernas pra fugir desse Saara
A mente pra saber que uma mão estendida ao inimigo
Tem mais efeito que um soco na cara
E o bloco não para, vai
Multidão na praia, cai-çaras
E senhoras com produtos do Paraguai
Sara quando a chuva cai
E faz nascer na sua alma um arco-íris que é a coisa mais rara

Pra viver, pra viver, tem que plantar o bem
(Pra colher, espalhar, acolher quem te amar, então vem!)
Pra viver, pra viver, tem que plantar o bem
(Pra colher, espalhar, acolher quem te amar, então vem!)

Como você tem vivido?
O que você tem plantado?
O que você tem colhido?
O que você tem escolhido pro seu caminho, meu mano?
Fala pra mim?
Vamos dar valor para o que tem valor? Um só caminho?
Foco!

Composição: Sabe quem é o compositor? Envie pra gente.
Enviada por Pedro
Legendado por Maiara
500.112 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais